Visita à Casa de Missão Rogacionista de Angola

De 24 a 31 de maio de 2017, Pe. Juarez Albino Destro, Superior da Província Rogacionista São Lucas, visitou a Casa de Missão de Angola, em Cafunfo, município de Cuango, na Lunda Norte. Lá trabalham os coirmãos, Pe. José Alceu Santana Albino e Pe. Reginaldo Veríssimo Ferreira, brasileiros. Pe. Juarez teve a companhia do Pe. Carlos André da Silva Câmara, que administra a Paróquia Nossa Senhora das Graças, no Morro Doce, em São Paulo (SP). Segundo Pe. Juarez, “os poucos dias foram suficientes para sentir o calor humano, a receptividade e amizade, a beleza nas Liturgias, e também o desafio cotidiano pelo alimento, o trabalho, a saúde, a esperança de dias melhores”. A Vila de Cafunfo, onde está localizada a Casa de Missão, acabou crescendo em torno do comércio de diamantes, tornando-se maior do que o próprio distrito da qual faz parte – Luremo – e até da própria sede do município, Cuango. E os problemas cresceram junto. Há devastação ecológica dos grandes exploradores de diamantes, precariedade e ausência de saneamento básico nas vilas, preocupações nas áreas da saúde e educação. “Percebemos o quão importante é a presença dos religiosos missionários naquela messe”, completou Pe. Juarez. Os visitadores puderam conhecer as sedes das três áreas pastorais da grande Paróquia São Francisco Xavier: Cuango, Luremo e Cafunfo. Visitaram, ainda, as Irmãs de São José de Cluny (em Cafunfo, próximo à Casa de Missão) e as Franciscanas de São José (em Cuango e Luanda). Pe. Colm Reidy, Vigário Geral da Diocese, viajou mais de 500 Km, da cidade de Dundo, sede da Diocese, até Cafunfo, levando a saudação de Dom Estanislau Chindecasse SVD, ordinário local, que estava em viagem no exterior. 

Pe. Juarez percebeu o quanto Pe. Roy Moothedath - falecido em acidente automobilístico em novembro de 2016 - é querido entre as pessoas. Muitas possuem seu retrato em suas casas. Houve a proposta de dedicar a Casa de Missão à intercessão de Pe. Roy, com a seguinte denominação: "Casa de Missão Rogacionista Padre Roy". O Provincial vai consultar seu Conselho e também a Quase-Província São Tomé (da qual Pe. Roy fazia parte), além, é claro, do Superior Geral dos Rogacionistas, Pe. Bruno Rampazzo.

Foi possível um encontro com as Filhas do Divino Zelo, em Cuango. Ir. Amélia Castagnetti e Ir. Juçara dos Santos, brasileiras, trabalham numa outra cidade e paróquia, Capenda Camulemba, distante cerca de 100 quilômetros de Cuango. Do encontro surgiu uma proposta de se articular uma Jornada Missionária única, envolvendo as duas Congregações Religiosas e, quem sabe, incluindo também as outras duas que trabalham naquela região. O objetivo é ajudar aquele povo em melhorar o atendimento nos setores da saúde e educação.

Capela Sagrado Coração de Jesus, em Mussuco.
Pe. Juarez e algumas crianças de uma das comunidades eclesiais da paróquia
Pe. José Alceu e Pe. Reginaldo junto com o Conselho Pastoral da Área Pastoral do Cafunfo.
Circoscrizione: